Coopeavi continua a maior empregadora do agro capixaba | Coopeavi

Acesso rápido:

Índice

Coopeavi continua a maior empregadora do agro capixaba


A Coopeavi mantém o posto de maior empregadora do agronegócio capixaba. É o que revela o levantamento apresentado no “Anuário IEL 200 Maiores e Melhores Empresas no Espírito Santo” de 2021, lançado ontem (02) pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL-ES).

Na classificação das empresas pelo número de empregados em 2020, a Coopeavi ocupa 18ª colocação, sendo a única do segmento agro no ranking. No último levantamento, referente a 2019, a cooperativa também foi a maior empregadora desse setor.

O levantamento avaliou 15 indicadores econômico-financeiros das empresas capixabas em 2020. No ranking geral das 200 maiores empresas do Espírito Santo, a Coopeavi ficou com a 20ª colocação. Em crescimento da Receita Operacional Líquida (ROL), a cooperativa ocupa o 17º lugar, com 53,30%, também a única do agro no ranking.

Em outro ranking, que observa as maiores e melhores empresas privadas com controle de capital, a Coopeavi está na 11ª posição.

“Os indicadores apresentados são motivo de orgulho e satisfação para nós. Resultado do trabalho que estamos fazendo com seriedade, organização e transparência, levando oportunidades de negócios para os mais de 17 mil cooperados. E parabenizar nossos colaboradores. São eles que estão no dia a dia, na ponta, e fazem da Coopeavi essa gigante que somos hoje. Nós da diretoria ficamos felizes com esses números fantásticos da cooperativa, isso nos anima a continuar, mas também aumentam a nossa responsabilidade”, declarou o presidente da Coopeavi, Denilson Potratz.

Anuário

O “Anuário IEL 200 Maiores e Melhores Empresas no Espírito Santo” analisa os balanços de empresas de quatro setores diferentes: indústria, comércio, serviços e agronegócio, representando 39 atividades econômicas.

A ROL das 200 maiores empresas do Espírito Santo totalizou mais de R$ 102 bilhões. Destes, 55,9% são oriundos da indústria, 22,3% do segmento de serviços, 21,0% do comércio e 0,8% do agro.

Desde o início do estudo, em 1997, este é o segundo ano seguido de maior participação de empresas do interior do Estado, que com 66 estabelecimentos representaram 32% das 200 Maiores.

A publicação traz ainda o ranking das Melhores Empresas do Espírito Santo, a partir da análise agregada de sete indicadores, como rentabilidade do patrimônio líquido, crescimento das vendas, margem Ebitda (indicador que analisa a eficiência operacional da empresa), dentre outros. Ou seja, além de apresentar dados importantes das companhias capixabas, o Anuário traz análises e antecipa cenários ligados à economia nacional e capixaba.

*A versão on-line da publicação está disponível no site do Instituto: www.ielespiritosanto.com.br.