Coopeavi e Selita somam forças e firmam intercooperação | Coopeavi

Acesso rápido:

Índice

Coopeavi e Selita somam forças e firmam intercooperação


A Coopeavi passou a fornecer rações para os produtores de leite associados à Cooperativa de Laticínios Selita, de Cachoeiro de Itapemirim. É mais uma intercooperação de sucesso em 2021, uma união entre duas marcas com mais de meio século de credibilidade no Espírito Santo para fortalecer ainda mais o setor leiteiro.

A relação entre as diretorias vem de muito tempo. Diante da necessidade da Selita de garantir atendimento diferenciado aos pecuaristas, desde setembro a Coopeavi passou a atendê-los, disponibilizando todos os produtos do portfólio de Rações Coope.

O contrato inicial prevê a entrega de 400 toneladas de ração, fabricadas na unidade de Baixo Guandu. A Coopeavi não só customizou a fórmula do suplemento conforme as necessidades dos sócios da Selita como também abriu suas lojas agropecuárias para eles. Isso criou um canal mais participativo para os novos clientes manifestarem suas demandas, que poderão ser convertidas em novos produtos.

Nos últimos meses, a equipe de Nutrição Animal da Coopeavi visitou lojas, capacitou vendedores, disponibilizou um profissional para tirar dúvidas dos associados à Selita e participou dos comitês educativos para conhecer as realidades dos produtores do sul capixaba.

Segundo o gerente Regional de Nutrição Animal da Coopeavi, Ederson Abeldt, o retorno positivo dos pecuaristas, atestando a qualidade das Rações Coope, foi fundamental para firmar a intercooperação com a Selita.

O primeiro passo foi consolidar a parte de nutrição animal, usando a experiência com os nossos cooperados com os associados à Selita. Estabelecemos um canal mais presencial, participativo e ouvinte, pois a ideia é criar produtos exclusivos para a região sul, que tem grande potencial de mercado”, destaca Abeldt.

Soluções

A ideia da Coopeavi é levar outras soluções à pecuária leiteira do sul do Espírito Santo, a exemplo de fertilizantes, defensivos, sementes e projetos de irrigação maiores e mais modernos, além de aproximar os dois setores lácteos das cooperativas.

Outro ponto importante da intercooperação é a colaboração mútua para fabricação de alguns produtos lácteos. O objetivo é que cada instituição contribua entre si na oferta de serviços não realizados em suas unidades fabris. Um exemplo é o envase de leite UHT da marca Veneza (Coopevi) pela Selita.

“As cooperativas têm de, cada vez mais, praticar a intercooperação. Comercializando produtos, prestando serviços entre si. Isso fortalece o cooperativismo, o cooperado e o Estado”, afirma o presidente da Coopeavi, Denilson Potratz.

Em setembro, a Coopeavi completou 57 anos de fundação. Já a Selita, a mais antiga cooperativa capixaba, comemorou 83 anos com a inauguração do novo parque industrial na localidade de Safra, em Cachoeiro. O empreendimento é avaliado em R$ 130 milhões e tem capacidade para receber até 850 mil litros de leite por dia.