Material prensado prontinho para reciclagem | Coopeavi

Acesso rápido:

Índice

Material prensado prontinho para reciclagem


Coopeavi inicia gerenciamento de resíduos recicláveis em Santa Maria de Jetibá como parte das ações do projeto “Natureza Nossa”

Os resíduos de produção (plástico, papel e madeira) na fábrica de rações da Coopeavi, em Santa Maria de Jetibá (ES), agora têm destinação certa. A cooperativa investiu em uma máquina compactadora e já começou a comercializar o material prensado para empresas de reciclagem. Na última segunda-feira (15), foram vendidas 1,08 tonelada de plásticos e 1,6 t de papelão, totalizando mais de 2,7 t de lixo reciclável.

O gerente regional de Nutrição Animal, Ederson Abeldt, conta que a ideia surgiu da dificuldade de realizar a destinação correta de resíduos na unidade de produção. “Muitas vezes, plástico, madeira e papel iam para aterros sanitários ou eram doados para a prefeitura. Diante da necessidade e com apoio do Instituto Coopeavi, projetamos o gerenciamento desses resíduos e sentimos que estamos aptos a cumprir nossa responsabilidade socioambiental”, diz.

Na primeira quinzena deste mês, a máquina prensou três bags entre 200 kg e 300 kg cada, deixando os materiais pré-prontos para as empresas de recicláveis, que pagam mais caro por isso. Um colaborador da cooperativa é o responsável pela triagem na fábrica de rações.

Segundo Abeldt, a venda dos resíduos vai gerar recursos a serem revertidos em outras ações socioambientais e também em benefícios para a fábrica, como a compra de TV para o refeitório, móveis ou cestas básicas para as instituições sociais. Dentro de um ano, um comitê vai decidir como será a aplicação dos recursos. “É um projeto bem inovador. Em Santa Maria é a primeira empresa que pensa nesse sentido. A ideia é que a iniciativa se multiplique em outras unidades da cooperativa”.

O gerenciamento de resíduos é mais uma ação do projeto “Natureza Nossa”, do Instituto Coopeavi. O projeto tinha como principal atividade a recuperação de áreas degradadas com a participação de estudantes do município e, a partir deste ano, vai abranger não somente o gerenciamento de resíduos como também todas as ações ambientais da cooperativa.

A bióloga do Instituto Coopeavi, Marcela Takiguti, explica que a ampliação do ‘Natureza’ foi um pedido da diretoria e dos executivos para fortalecer as ações socioambientais da cooperativa. “Todas ações ambientais terão a carinha do ‘Natureza Nossa’, a exemplo da recuperação de nascentes, dos cuidados com a água e dos projetos de educação ambiental junto a cooperados e colaboradores. Dessa forma, a Coopeavi faz uma compilação das atividades para divulgar ainda mais na comunidade o que faz na área socioambiental”, finaliza.