Lançamento do Dia C no Espírito Santo | Coopeavi

Acesso rápido:

Índice

Lançamento do Dia C no Espírito Santo

É a motivação que opera na busca por mudanças. Foi com essa frase que o palestrante Richard Ruppelt iniciou a interação para motivar as pessoas no lançamento do Dia de Cooperar 2017 no Espírito Santo. Além do malabarista motivacional, as cooperativas conheceram as novidades da campanha, ficaram por dentro dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e entenderam as diferenças entre ações que transformam e as que são apenas assistenciais.

Existem diversas habilidades que podem ser utilizadas para realizar projetos transformadores no mundo. Porém, é necessário elencar os principais pontos para se chegar a um resultado satisfatório.  Richard Ruppelt, Expert em psicologia humanista aplicada aos negócios, trouxe esses pontos para despertar nas cooperativas o desejo de promover mudanças nas comunidades. ‘‘As pessoas possuem a vontade de mudar as realidades alheias. Porém, muitas precisam de um apoio para desenvolver isso dentro de si e é isso que trabalhei hoje. Através de cinco habilidades básicas: metas, foco, planejamento, paciência e energia’’, comentou Ruppelt.

Para ele, os voluntários precisam aprender a compartilhar habilidades na dinâmica do cotidiano e por isso é tão importante que sejam guiados da forma correta. ‘‘Antes de mais nada é preciso encontrar o que quer fazer. O objetivo da cooperativa é reestruturar uma praça? Ok, então aqui encontramos a meta. Após este momento, precisam definir o quanto de tempo será aplicado no que se foi elegido, isso se chama foco’’, continua o palestrante. Ruppelt complementa ao mostrar como se realiza as etapas de implementação. ‘‘Tudo o que se busca na vida precisa de data para início, tempo de produção e até quem sabe, hora de finalizar. É por isso que planejar é tão fundamental’’ e continua: ‘‘Durante todo o processo é preciso ter paciência. A falta deste elemento num processo de produção resulta em desastre. E para que tudo saia conforme o planejado, as pessoas precisam de energia. Esse é o motor da motivação. De onde sai a vontade e a força para modificar o estado atual? Seguido esses passos, chegaremos ao sucesso’’, enfatiza o palestrante.

Advaldo Zettele, presidente da Coopcam (Cooperativa dos Caminhoneiros de São Gabriel da Palha/ES), afirma que saiu muito motivado do evento. ‘‘Foi sensacional estar aqui hoje. Ao mesmo tempo que tivemos essa palestra prática para impulsionar o nosso trabalho voluntário, podemos entender sobre a importância de idealizar e concretizar um projeto estruturado para mudar a comunidade. Volto para a cooperativa pronto para impulsionar os outros colegas a entrarem no Dia C não só esse ano, como nos próximos’’.

Vanessa Pacheco, analista de Desenvolvimento Social das Cooperativas do Sescoop Nacional, reforçou como o programa cresceu nos últimos anos e salientou que a maturidade atual permite que os cooperados mantenham o foco na qualidade do que se realiza. ‘‘Em 2016, foram 1278 cooperativas preocupadas em apresentar os valores e princípios para o Brasil. Um número tão expressivo como este demonstra que não podemos focar apenas no assistencialismo e sim, em atitudes que façam a diferença na vida de todos’’.

A Assistente de Comunicação e Marketing e Agente de Desenvolvimento Humano na Coopeavi, Simone Holz Loose, também comentou sobre as expectativas de sua cooperativa, com sede na Região Serrana do ES. “Expectativa positiva, pois a orientação do Sescoop foi de encontro a nossa proposta, ou seja, incentivaram as cooperativas capixabas para fazer ações contínuas, levando uma contribuição mais efetiva ao longo do ano e não somente em uma data”, explica.

O presidente da Cooabriel, Antônio Joaquim Neto, foi outro participante que que saiu motivado do encontro. ‘‘Estamos cumprindo o nosso papel e cada vez mais, as cooperativas estão fazendo a lição de casa, provando que o nosso diferencial social é capaz de mover os nossos negócios. Estar aqui e ver esses sorrisos a cada lembrança dos projetos feitos até agora motiva a realização de mais ações e dessa vez, que tenham continuidade para a mudança’’, encerra.

Ao término do evento, as cooperativas participantes do Dia C em 2016 receberam do Sistema OCB/ES, os troféus parabenizando-as pelos feitos do ano e incentivando para que continuem os trabalhos também em 2017.


Fonte: OCB/Sescoop-ES com informações da Coopeavi