Comitê de Sanidade Avícola tem nova composição | Coopeavi

Acesso rápido:

Índice

Comitê de Sanidade Avícola tem nova composição

No dia 15/12 foi realizada reunião com os novos membros do Comitê Estadual de Sanidade Avícola do Espírito Santo (COESA-ES), no Auditório do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (IDAF), no município de Vitória.

Além da apresentação dos novos membros da Diretoria do Comitê, o momento também serviu para o alinhamento das Instruções normativas nº 17, 56, 10 e 20 do Ministério da Agricultura (MAPA), que tratam do registro de estabelecimentos avícola, telamento, monitorias, entre outros.

Nélio Hand, Diretor Executivo da AVES, e Presidente empossado do COESA falou sobre o desafio de assumir tal função junto ao Comitê que nos últimos anos tinha à sua frente representantes do serviço oficial. Destacou a importância do trabalho de maneira conjunta e disse querer contar com o apoio de todos os membros, especialmente frente à nova formatação do organismo.

Luciana Fischer, médica veterinária do IDAF, ficou por conta da apresentação das Instruções Normativas relacionadas ao MAPA que dizem respeito ao Registro de Estabelecimentos Avícolas, telamento de galpões, monitorias, etc. Ela também abordou a situação atual do registro de estabelecimentos avícolas no Estado do Espírito Santo.

“O Registro de Estabelecimento Avícola Comercial é um certificado emitido pelo Órgão de Defesa Sanitária Estadual informando que o Estabelecimento Avícola Comercial (Granja de Produção) tem os quesitos mínimos de biosseguridade”, explicou.  Ela também destacou a prática da Biosseguridade como conjunto de medidas que visam minimizar riscos e impactos de enfermidades em populações animais.

Ao final de sua apresentação, Luciana falou sobre a proposta de atuação do COESA na IN 56 e IN 10. De acordo com ela existem alguns problemas observados neste processo. Ela apontou dificuldades inclusive quanto às atribuições do Responsável Técnico  na granja, além disso mencionou os problemas encontrados nos descritivos dos projetos visando o registro .

“Acredito que seja interessante realizar treinamentos para escrever o memorial descritivo higiênico-sanitário. Também seria viável a criação de pequenos grupos para discussão determindos pontos. A AVES juntamente com o INCAPER também poderia designar técnicos para orientações quanto as implementações de medidas de biosseguridade. De forma geral, o produtor precisa ter consciência de que é importante ter medidas de biosseguridade e sobre a análise de salmonella”, finaliza.

O Comitê estabeleceu um cronograma de ações para as próximas semanas, inclusive com a criação dos grupos que discutirão a Responsabilidade Técnica nas granjas e modelo mais eficiente para notificação de mortalidade. Também será priorizada a comunicação de toda e qualquer ação ou publicação que esteja relacionado ao assunto para o setor avícola capixaba.

Em seguida, Ederson Gomes Camargo, Representante do MAPA fez uma breve apresentação sobre a Instrução Normativa nº 20, de 21/10/2016, onde foram transmitidas informações sobre os procedimentos que estabelecimentos de abate que possuem Serviço de Inspeção Federal (SIF) e Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI) precisarão adotar a partir de 21 de fevereiro de 2017 quanto à monitoria para salmonella.

Essa mesma obrigatoriedade possuirão também as granjas avícolas que enviam e comercializam aves para esses estabelecimentos, sendo necessário a coleta de materiais para análise em todos os lotes produzidos, previamente ao envio dos animais para o abate.

No debate sobre esse assunto ficou claro de que o tema precisa ser difundido entre o setor.

Sobre esse assunto, verifica-se a necessidade da realização de um workshop para que o mesmo possa ser alinhado entre o serviço oficial e o setor privado.

Membros COESA-ES:

Diretoria:

Presidente: Nélio Hand;

Vice-Presidente: Luciana Fischer Gaspar;

Secretária: Aline Venturini;

Membros:

Superintendência Federal de Agricultura no Espírito Santo – SFA-ES:

Titular:  Letícia Meireles Alves

Suplente: Alba Luisa Pereira Ribeiro Said

Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo – IDAF-ES:

Defesa Sanitária Animal:

Titular: Luciana Fischer Gaspar   

 Suplente: Flaviane Castro de Farias

 Serviço de Inspeção Animal:

Titular: Raoni Cezana Cipriano               

Suplente : Alan Paulo Moreira Teixeira        

Instituto Capixaba de Pesquisa e Extensão Rural – INCAPER:

Titular: Raquel Quandt Dias          

Suplente: Maíra Formentini Ribeiro               

Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Espírito Santo – FAES:

Titular: Nélio Hand          

Suplente: Argeo João Uliana (Coopeavi)

Conselho Regional de Medicina Veterinária – CRMV-ES:

Titular: Daniele da Costa          

Suplente: Douglas Haese               

Associação dos Avicultores do Estado do Espírito Santo – AVES:

Setor de frango de corte:

Titular: Aline Venturini       

Suplente: Lhilton Vargas Junior       

Setor de postura comercial:

Titular: Volkmar Berger           

Suplente: Gabriel Silva Braga           

(Setor de abate e indústria):

Titular: Hércules Marim                

Suplente: Tarcísio Simões Pereira Agostinho (Coopeavi)        

Curso de Medicina Veterinária do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES):

Titular: Marcus de Freitas Ferreira              

Suplente: Odirlei Molinari Donatele              

Curso de Medicina Veterinária da Universidade Vila Velha (UVV):

Titular: Fernanda de Toledo Vieira               

Suplente: Fernando Luiz Tobias

Curso de Medicina Veterinária da Faculdade Multivix – Castelo:

Titular: Olavo Lyra

Suplente: Thiago Oliveira de Almeida

Curso de Medicina Veterinária da Escola Superior São Francisco de Assis (ESFA):

Titular: Érika Binoti

Suplente: Marcus Alexandre Vaillant Beltrame

Curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário do Espírito Santo (UNESC):

Titular: Gilberto Marcos Júnior

Suplente: Thamirys Vianelli


Fonte: Avicultura Industrial