Entidade tem projetos sociais e ambientais junto a cooperados | Coopeavi

Acesso rápido:

Índice

Entidade tem projetos sociais e ambientais junto a cooperados

As ações do Instituto Coopeavi foram apresentadas durante a reunião desta terça-feira (18) da Comissão de Cooperativismo, pela bióloga da entidade, Marcela Takiguti Rebouças. O Instituto Coopeavi é um departamento da Cooperativa Agropecuária Centro Serrana, formada por mais de 11 mil cooperados, em sua maioria pequenos e médios produtores rurais, de todas as regiões do Espírito Santo e de cidades de Minas Gerais e Bahia. A Coopeavi tem 52 anos de atuação e ampliou suas ações, iniciadas na avicultura, também para os setores do café, nutrição animal e produtos agropecuários.

O Instituto Coopeavi é um setor que centraliza os projetos de cunho social e ambiental da cooperativa. Os trabalhos foram iniciados em 2014 e a entidade já conta com 109 parceiros de negócios. 

Segundo Marcela Rebouças, entre as ações sociais desenvolvidas, estão atividades voltadas para o empoderamento da mulher do campo, campanhas de doação de alimentos e agasalhos, ciclos de palestras, apoio a programas de certificação, entre outras. Já na área ambiental, são realizados plantio de árvores, campanhas de preservação de nascentes, mitigação dos impactos ambientais dos eventos da cooperativa, programas de Gestão dos Resíduos Sólidos, dentre outros. Marcela destacou o trabalho do Instituto no gerenciamento ambiental da Coopeavi.

Dentre as atividades relacionadas ao cooperativismo, estão a organização do quadro social, a formação de núcleos femininos, o programa de inclusão digital para cooperados, o programa de inclusão do novo cooperado e apoio a programas de certificação.

O presidente da Comissão de Cooperativismo, deputado Pastor Marcos Mansur (PSDB), destacou as atuações de sustentabilidade do Instituto Coopeavi. “Onde há ações como essas, existe mais desenvolvimento. Promover ações socioambientais e cooperativistas contribui tanto para qualidade de vida dos cooperados, quanto para o fortalecimento dos negócios da cooperativa”, afirmou.

Fonte: ALES